Logo Minuto61

Boi do Seu Teodoro, Sobradinho: o São João mais tradicional do Distrito Federal 23/06

Sobradinho 23/06: Imperdível 61 anos do Boi do Seu Teodoro
Foto: Divulgação

Sobradinho: Imperdível 61 anos do Boi do Seu Teodoro Tá chegando o São João mais tradicional do Distrito Federal: o São João do Boi de Seu Teodoro! A festa chega em sua 61ª edição, numa grande celebração dos 61 anos do primeiro brincante da capital. Será no domingo, 23/6, no Boi de Seu Teodoro, em […]

Sobradinho: Imperdível 61 anos do Boi do Seu Teodoro

Tá chegando o São João mais tradicional do Distrito Federal: o São João do Boi de Seu Teodoro! A festa chega em sua 61ª edição, numa grande celebração dos 61 anos do primeiro brincante da capital.  Será no domingo, 23/6, no Boi de Seu Teodoro, em Sobradinho.

A programação está incrível, com direito às brincadeiras mais tradicionais das culturas populares. O grupo convida o público para curtir as tradicionais quadrilhas juninas, o forró, o tambor de crioula, a dançar ciranda e até carimbó!

A comilança está garantida, com direito aos mais deliciosos quitutes dos festejos juninos. Esse ano o evento contará com duas praças de alimentação e conta com uma nova logística para atender o público da festa, que cresceu muito nos últimos anos.

O arraial terá também área de recreação infantil e muita cultura popular, com apresentações dos grupos Circo Artetude, Quadrilha Junina Xamegar, Tambor de Crioula de Seu Teodoro, Quadrilha Junina Pau Melado , Forró Alex Júnior, Quadrilha Junina Si Bobiá a Gente Pimba, Pé de Cerrado, Boi de Seu Teodoro – Batizado do Boi e Forró SPX Só Pra Xamegar.

E como em todo São João do Bumba Meu Boi de Sobradinho, por volta da meia-noite será realizada a troca do couro do boi e a renovação das roupas e dos instrumentos, seguindo um ritual de fé e devoção a São João Batista. É um ritual forte e emocionante, que impacta o público profundamente, trazendo a força da tradição e da brincadeira popular. E ainda vamos conhecer o Boi dos 61 anos de Seu Teodoro, conferir em primeira mão suas novas roupas e novos bordados, que foram feitos lá no Maranhão e em Brasília!

61 anos do Boi do Seu Teodoro
Foto: Davi Mello

20 anos como Patrimônio Cultural Imaterial do Distrito Federal

Há 20 anos o Boi de Seu Teodoro é Patrimônio Cultural Imaterial do Distrito Federal. Em 2020, foi criada a Medalha do Mérito Distrital da Cultura Seu Teodoro, em homenagem e reconhecimento ao legado cultural deixado por ele.

O grupo participou das comemorações do primeiro aniversário de Brasília, a convite de Ferreira Gullar, e encantou os candangos, em plena Rodoviária do Plano Piloto lotada, com o público seguindo os passos do Boi e dançando sua entoada. A apresentação rendeu o convite para Seu Teodoro se mudar para Brasília, e, assim, junto de sua trupe e de sua esposa, fincou raízes na cidade de Sobradinho. Seu Teodoro, que nasceu no Maranhão, lutou 17 anos para se manter nesse espaço, resistindo a inúmeras tentativas de retirarem o grupo de lá.

Atualmente, a tradição do Boi é mantida por seus filhos e por sua esposa, dona Maria Sena, que tem 91 anos. A família busca manter a tradição e divulgar aos brasilienses essa história. O grupo tem enorme relevância para o DF e essas memórias precisam ser preservadas. O espaço é da comunidade e de todos que desejam conhecer e vivenciar o bumba meu boi.

Programação:

17h00 Abertura
17h30   Circo Teatro Artetude
18h20   Quadrilha Junina Xamegar
19h20   Tambor de Crioula de Seu Teodoro
20h15   Quadrilha Junina Pau Melado
21h00   Forró Alex Júnior
21h45   Quadrilha Junina Si Bobiá a Gente Pimba
22h30   Pé de Cerrado
23h30   Boi de Seu Teodoro – Batizado do Boi
00h30   Forró SPX Só Pra Xamegar
02h30-  Encerramento

SERVIÇO:

São João do Boi de Seu Teodoro
Domingo, 23 de junho , a partir das 17h
Endereço: Av. Contorno, Quadra 15, Área Especial N° 02, Sobradinho-DF
Dica: Colocar no aplicativo de GPS – Boi de Seu Teodoro.
Entrada gratuita
CI: Livre

Boi de Seu Teodoro

A história do Boi de Seu Teodoro, bem como de seus integrantes, revelam aspectos importantes de um período do Brasil: a mudança da capital do Rio de Janeiro para Brasília e o consequente desvio de fluxo migratório de maranhenses.  Teodoro Freire e sua trupe chegaram a Brasília em 1963, vindos do Rio de Janeiro, para construir a capital como trabalhadores assalariados, chamados de “candangos” em oposição aos “pioneiros” — classes média e alta que assumiram cargos públicos. Com base em seu valor histórico e artístico o Boi de Seu Teodoro foi declarado Patrimônio Cultural de Natureza Imaterial, por meio de seu registro no Livro de Celebrações do Distrito Federal, em 2004. O ato é reconhecido nacional e internacionalmente, inclusive, pela Unesco.

O Boi de Seu Teodoro tem sede no Centro de Tradições Populares de Sobradinho, O terreno foi doado a Seu Teodoro pelo GDF, para que fizesse a gestão de um núcleo de folclore, onde se pudesse brincar o Boi, o Tambor, a Quadrilha e se promovesse a difusão das tradições populares maranhenses.

O grupo apresenta e celebra a magnitude histórica e artística do Bumba Meu Boi, com o objetivo de sistematizar o conhecimento e promover a mobilização dos detentores desse patrimônio, por meio de festejos, apresentações e oficinas na própria sede, nas escolas e em eventos culturais e sociais.

Tambor de Crioula de Seu Teodoro

O Tambor de Crioula é uma manifestação cultural popular de matriz afro-brasileira muito presente e difundida no Maranhão. As rodas de Tambor homenageiam São Benedito e para os participantes é um momento de fé, devoção e lazer. Os homens, conhecidos como “coreiros” são responsáveis pelo toque dos Instrumentes (tambores e matracas). A dança é realizada pelas “coreiras” (mulheres) que durante a brincadeira formam uma meia lua. Elas realizam movimentos circulares e giros se revezando em frente aos tambores. Essa alternância é realizada por meio da umbigada, toque de ventre com ventre que representa um convite para entrar na roda.

O Tambor de Crioula de Mestre Teodoro foi criado no Rio de Janeiro, na década de 50, e, hoje, está em Sobradinho/DF, tendo sua base no Centro de Tradições Populares. Trata-se de um dos grupos culturais mais antigos da capital do país e esteve presente em importantes eventos da história da cidade.

O grupo possui em sua formação várias gerações de nordestinos, que assim como muitos moradores de Brasília, migraram para a capital em busca de melhores condições de vida. Pessoas que encontram na brincadeira do Tambor de Sobradinho um pouco da cultura e dos costumes da terra natal.

Pé de Cerrado

O Grupo Cultural Pé de Cerrado celebra, em 2024, 25 anos de trajetória, e convida todos para curtirem um espetáculo com músicas autorias e também de grandes mestres da cultura popular, aquelas que não podem faltar num bom arraiá, a dançar uma quadrilha, ciranda, coco, forró e tantos outros ritmos que enriquecem a cultura brasileira de forma única.

Com a missão de pesquisar, preservar e divulgar a cultura brasileira, o grupo já se apresentou em diversas cidades pelo Brasil e em países da Europa.  São 25 anos de intensa pesquisa, convívio e parcerias com grandes mestres, entre eles Dominguinhos e Quinteto Violado. Além de muitas participações especiais e produções paralelas, o grupo já gravou 3 CDs, 2 DVDs e montaram mais de 7 espetáculos para os públicos adulto e infantil. Atualmente estão gravando um novo álbum.

Numa proposta universal, os eventos do Pé alcançam uma variedade de público raramente vista. Pessoas de diversas idades e classes sociais se unem para se divertir, num encontro de gerações, compartilhando momentos de fraternidade e de alegria. A participação do público e as longas gargalhadas se tornaram marca registrada dos espetáculos.

Tem música para dançar, pra rir e pra se emocionar. É circo, teatro, dança, poesia e folclore. E assim, pesquisando a cultura popular brasileira, trazendo o que ela tem de mais encantador, num compromisso com o tradicional, que é apresentado de forma inovadora e contemporânea, o Pé de Cerrado conquistou o reconhecimento da comunidade brasiliense.

Quadrilha Si Bobiá a Gente Pimba

A Quadrilha Si Bobiá a Gente Pimba foi fundada no ano de 1992, na cidade de Samambaia/DF,  e conta atualmente com participações de brincantes de diversas cidades do Distrito Federal e também do Entorno. Durante toda sua existência buscou a manutenção das tradições juninas e da cultura popular, além de exercer um papel cultural e social importante para o contexto da cultura local, ajudando Samambaia a entrar no hall das cidades mais atuantes no segmento de produção cultural.

O Grupo Folclórico por trás da quadrilha é um dos fundadores da LINQ – DFE. Em 2019, a Pimba tornou-se a única Quadrilha Junina Octacampeã do Distrito Federal e também carrega o inédito título de Quadrilha Campeã Nacional reconhecida por todo o movimento junino do Brasil.

Quadrilha Junina Xamegar

Criada em 2004 por estudantes do Paranoá e Itapoã, a Quadrilha Xamegar propaga e mantém a cultura do movimento junino no Distrito Federal e participa ativamente desde 2005 dos Circuitos da LinQ-DFe.  A Quadrilha Xamegar conta com a participação de cerca de 110 integrantes.

Em busca de seus objetivos e sonhos dentro do movimento junino a Xamegar se apresenta em festas populares, escolas, igrejas, e anualmente é figura marcada no Circuito de Quadrilhas Juninas do DF.

Em 2024 a Xamegar trará para os arraiás a tradição do Cirio de Nazaré, festa religiosa e popular realizada anualmente em Belém do Pará- PA.

Circo Artetude

Ankomárcio Saúde e Ruiberdan Saúde são amigos, irmãos e palhaços que usando de elementos de esquetes tradicionais, temperadas com manobras acrobáticas e números de malabares, exercitam a incrível e maravilhosa arte da convivência. Um jogo em que os sentimentos oscilam da raiva ao amor em segundos, os irmãos exploram cenas cotidianas que levam ao espetáculo e ao espectador a dúvida se aquilo é ou não verdade. O espetáculo conta com a participação especial do palhaço Espiga de Milho.

Quadrilha Junina Pau Melado

Quadrilha Junina Pau Melado 8 vezes campeã Brasileira e atual CAMPEÃ BRASILEIRA 2023, esse ano vem trazendo como tema: A Fé e a Força do Povo Nordestino na figura do Vaqueiro e da mulher Sertaneja

Forró Alex Junior

O cantor Alex Júnior já tem 30 anos de carreira. Chegou em Brasília em 1991 e já se apresentou em diversos estados do território nacional. O cantor já fez participações com grandes nomes do cenário nacional como Vítor e Léo, Aviões do Forró, Calcinha Preta, Leonardo, entre outros. Nesses 30 anos de estrada, já se somam 8 CD’s e 2 DVD’s produzidos. Você pode acompanhar mais dessa carreira nas nossas redes sociais.

 Só pra Xamegar

Só pra Xamegar é uma banda de música popular brasileira “Forró”, criada em 2003 na cidade de Jacobina Bahia, é também conhecida pela sigla SPX, e se tornou um dos grupos mais populares no centro oeste do Brasil. Com apresentações em vaquejadas, festejos de cidades, festa de réveillon e carnaval, festa de São João e festas juninas, eventos em clubes, praças e em diversas casas de shows nos mais variados estados do Brasil.

A banda Só pra Xamegar por onde passa, com os artistas Bruno Rios e Diogo Henrique contagiam o público com forró alto astral, levando alegria e musicalidade a todas as faixas etária. As dezenas de músicas no SPOTIFY e vários clipes no YOUTUBE com mais de um milhão de visualizações demonstra a popularidade do grupo, que tem público de milhares de fãs e seguidores nas suas redes sociais.

Últimas Notícias

Portal Minuto 61 © 2022 – Strike Media

Você ajuda nosso portal a crescer e continuar
trazendo as notícias mais importantes!

Sua participação faz toda a diferença!

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Conheça nossa política de privacidade.